Skip to content

Lambda Lambda Lambda: remakes e adaptações. Yay.

27/05/2011
Imagem de Akira.

Goodbye, Mr. Anderson.

Kanedaaaaa!

Albert Hughes desisitiu de dirigir o remake live-action de Akira que está sendo desenvolvido pela Warner Bros., alegando “amigáveis diferenças criativas”. Eu chamo isso de “se o Keanu Reeves, sendo quem é e tendo feito o que fez, não aceitou o filme, é porque deve ser uma roubada épica”. Numa boa, não tem nada nesse mundo que justifique um remake live-action de Akira, especialmente se for feito por americanos para americanos. Nada contra o cinema americano, sou grande admirador e não tenho saco nenhum para cinema iraniano, mas tudo, tudo em Akira aponta para o Japão, desde a história, passando por narrativa, tom, ritmo… e nada disso será preservado num remake americano. Hughes não é exatamente um gênio mas tampouco é incompetente, tendo dirigido dois filmes que me entreteram um bocado: O Livro de Eli e Do Inferno. Mas são filmes onde tudo é hollywood. Ele não tem moral para colocar mão num clássico como Akira. E numa boa? Qualquer coisa que começa oferecendo o protagonista para o Keanu Reeves já começa errado.

Que será de Nathan Drake?

E falando em dar pra trás (ui!), David O. Russel também desisitiu da adaptação do popular jogo de Playstation 3 de Uncharted: Drake’s Fortune para o cinema, alegando também diferenças criativas. Com ele supõe-se que outras estrelas ligadas ao projeto, Mark Wahlberg, Robert De Niro e Joe Pesci, também desistam, se é que já estiveram realmente ligados ao mesmo. Isso é definitivamente uma má notícia. Nunca gostei muito dos filmes de Russel (Três Reis tem lá seus momento, mas é chato), mas O Vencedor é um filme excelente. Ainda assim, há que se avaliar se um cara que dirige um drama como O Vencedor com tanta competência seria capaz de fazer um thriller da ação como seria exigido de Uncharted. A parte boa da notícia é que, mudando o rumo da direção, talvez aumentem as chances do estúdio ouvir as súplicas da comunidade nerd e escalar Nathan Fillion para o protagonista de uma vez por todas.

Sabe aquele remake de O Vingador do Futuro? Então…

… quero mais é que se foda. De toda forma, tenho aqui a obrigação de informar que além da já confirmada escalação de Colin Farrel no papel de Doug Quaid, foi confirmada a escalação de Kate Beckinsale como Lori (Sharon Stone), Jessica Biel como Melina (aquela bad-ass bitch de permanente) e Bill Nighy como Quatto. [Aqui eu colocaria um spoiler alert, mas se você não viu O Vingador do Futuro, pare o que está fazendo agora, vá para casa e veja] Acho Nighy um excelente ator, e certamente emprestará muita credibilidade ao nosso feto siamês preferido. Quando a Beckinsale, tenho dificuldade em vê-la como uma piranha manipuladora e cruel. No máximo a heroína incompreendida, como nos terríveis filmes da série Underworld. Já Biel tem totais condições de ser a tal bad-ass bitch, coisa da qual me convenceu naquele péssimo filme da série Blade. Além disso, é claro.

Imagem de Jessica Biel.

Resisti a tentação e consegui escolher uma imagem SFW.

E você? Ficou animado com alguma das notícias acima?

Via Blastr e, veja você, de novo, Blastr.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: