Skip to content

E eu não tenho nada a dizer sobre o novo filme do Batman

25/11/2011
Bane caçando Batman.

Veeeeeeenha.

Alguns leitores mais atentos podem estar estranhando que todo dia sai uma notícia nova sobre The Dark Knight Rises, próximo filme da trilogia de Christopher Nolan para o Batman, mas a gente não toca muito no assunto. O que é até estranho, concordo, visto que Batman e Star Wars devem ser os assunto dos quais mais falamos aqui no blog. Mas a razão é muito simples, como vou explicar.

Estou obcecado por este filme. É o filme que eu mais quero ver hoje. Poderiam fazer uma biografia minha, que sou um gênio de personalidade magnética, que ainda assim não ia ser o filme que eu mais gostaria de ver. Para mim, The Dark Knight é não só o melhor filme de super-herói já feito, mas também um dos cinco melhores filmes que já vi na vida. Alguns podem achar exagero, e o acham simplesmente porque não sabem o que estão falando. O filme é borderline impecável em sua estrutura, narrativa, respeito ao material-fonte e (aqui forçando uma barra) roteiro. O elenco está irrepreensível (especialmente com a substituição de Katie Holmes), fotografia, trilha sonora, tudo.

Além disso, eu leio Batman há mais de 20 anos. Não, eu não leio Batman, Super-Homem, X-Men, Capitão América… eu leio Batman há mais de 20 anos e um pouco do resto. Tenho (com meus irmãos) uma enorme coleções de revistas do morcego, muito mais do que posso contar. Li todas as grandes sagas, conheço todos os vilões (acho) e todos os Bruce Wayne’s que já existiram. Durante minha vida li todo tipo de quadrinhos, mas no fim do dia, era alguma coisa do Batman na cabeceira. E posso dizer que A Queda do Morcego foi a grande saga da minha geração, com todos os problemas que teve (e teve muitos). Nunca, em uma série mensal, o Batman foi tão Batman. E no frigir dos ovos, Nolan vem construindo A Queda do Morcego desde o primeiro filme. Todas as fraquezas e forças do Batman estão presentes, como uma preparação para sua derrota épica. E ao que parece, essa derrota está dobrando a esquina nas mãos de Tom Hardy.

E é aqui que mora o problema: eu não tenho propriamente restrições a spoilers (lê quem quer), mas como na época de The Dark Knight o 88 Milhas por Hora ainda não existia, eu não tinha um contato tão grande assim com a mídia nerd, então o filme não foi spoilado para mim. Além disso, naquela época, não se esperava tanto do filme, afinal, Batman Begins foi bom, muito bom, mas não épico. The Dark Knight Rises está no olho do furacão – todo mundo espera muito do filme, especialmente eu.

Tenho resistido ao máximo a ler notícias sobre o filme. Algumas vezes sou derrotado, especialmente quando é alguma entrevista com o Christopher Nolan. Mas resisti a vídeos de combates, da cenas altamente específicas, fotos de objetos e pessoas… eu não quero, de forma alguma, que o filme seja estragado para mim. Vou pagar o ingresso mais caro, para ver no melhor cinema possível a conclusão da série (inclusive vou começar a juntar dinheiro agora). Quero tentar ao máximo resgatar a sensação que tive no segundo filme, quando saí simplesmente boquiaberto, em total choque, só consegui começar a conversar sobre o filme no dia seguinte. E sei, por The Dark Knight e Inception, que isso está perfeitamente dentro das capacidades de Christopher Nolan.

Em um mundo de vampiros brilhantes, não é todo dia que a gente tem a oportunidade de ser derrubado da cadeira por um filme, e eu não vou perder essa oportunidade simplesmente porque sou um desgraçado curioso. Você perderia?

In Nolan we trust.

Anúncios
6 Comentários leave one →
  1. Andre de Lemos permalink
    25/11/2011 12:58

    Assisti ao segundo filme ao lado de bons amigos que, como quaisquer nerds que se prezam, saíram todos atônitos e estupefatos do Downtown. O nobre Felipe Esteves, foi um dos felizardos, ao lado de sua querida alma gêmea (valeu pela carona na volta!), que assistiram essa pérola cinematográfica na pré-estréia. E saímos de lá doidos para assisti-lo novamente … 🙂

    Mas foi incrível mesmo. A estratégia dos irmãos Nolan é muito boa para enfrentar a tarefa hercúlea de levar um personagem como esse para as telonas sem descambar para o ridículo.

    Assim, tenho fortes suspeitas de que “Brothers Nolan” levarão, entre outros, o clássico Dark Knight Returns (F. Miller) ao encontro de A Queda do Morcego.

    Inicialmente, minhas suspeitas eram puro achismo e, na realidade, uma vontade fudida de que assim o fosse. “Até a sigla do filme é a mesma (DKR!)”, pensava eu quando foi divulgado o nome da terceira parte…

    Neh…

    Mas seria demais, não? Ora, é só impressão a minha. Pode ser, até eu mesmo me desiludi.

    Mas quando li a notícia de que a história do filme se passa 8 anos após a aventura anterior (as últimas entrevistas do Nolan e do Hardy falam claramente sobre isso), e que se trata de um Batman bem “mais velho”… Aí eu pensei: “Opa-peraí-caceta!”.

    Acho que no fundo, e novamente, Brothers Nolan seguirão a fórmula mágica que só a família Nolan (and that is WHY, my good people, we trust that FAMILY!!!), ele e seu irmão (roteirista brilhante!) detém: o segredo da mistura exata das melhores sagas/personagens/plots/tiradas/etc. das histórias clássicas do morcegão de forma muito bem amarrada num megafilme bombástico que não é um filme de super-herói. Na verdade, não apenas não é, como nunca foi, não quer ser e tem raiva dos que são.

    Enfim, haverá muito desse maravilhoso universo nesse filme como houve nos 2 anteriores e, sim, tenho certeza que será foda! A queda do morcego é parte indiscutível da trama. Mas o melhor mesmo será assistir o como esses caras amarraram tudo.

    E depois é esperar sair do box-set caríssimo, importado, Blu-ray, com direito a camiseta, boné, trilha sonora… E chorar com a conta do cartão!

    Nolan prevails!

    • Eduardo Derbli permalink*
      25/11/2011 16:27

      Muito bem destacada a participação do irmão como roteirista, realmente deixei ele de fora por esquecimento.

      A notícia dos 8 anos de separação me deixou um pouco preocupado de início, mas partindo do princípio que a morte e martirização de Dent significaria o renascimento moral da cidade, faz sentido que Bane só surgisse depois de algum tempo.

      Nolan prevails!

      • Felipe Esteves permalink*
        27/11/2011 22:56

        Eu gostei da idéia dos 8 anos. Me faz imaginar que pode unir o Batman do DKR do Frank Miller com a saga da Queda do Morcego. E surra o Batman leva nos dois, seja do Bane ou do líder mutante. rs

  2. ivan permalink
    25/11/2011 18:54

    Você reconhece que está velho quando percebe a frequencia com que pensa na própria morte…

    E reconhece que é um velho nerd quando se descobre pensando: antes de ver este filme NÃO!

    • Eduardo Derbli permalink*
      28/11/2011 13:09

      Já viu Fanboys? A gente faz isso por você e, se Deus quiser, valerá mais a pena que neste filme.

Trackbacks

  1. Novo (e épico) pôster oficial de Dark Knight Rises! « 88 Milhas por Hora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: