Skip to content

Ridley Scott já fez o teste Voight-Kampff?

02/01/2012

Porque deveria ter feito, só para garantir.

Muito antes dos entendidos gritarem pelas ruas que Avatar foi uma revolução no cinema (não foi, mas não vou entrar nesse mérito agora), Ridley Scott capitaneava um projeto que, bem como o conto original de Phillip K. Dick, estava a frente do seu tempo. Não vou entrar em todos os méritos de Blade Runner, pois isso não é matéria para este post (na verdade, acho que seria mais para um livro), mas eu posso sim aproveitar que o sketchbook com as artes originais foi disponibilizado na internet de grátis para comentar que o filme é esteticamente foda além da medida.

Sem pensar em história (ou em minha predileção por distopias), a arte conceitual de Blade Runner é um espetáculo a parte, que influenciou grande parte do cinema de ficção científica que veio depois de 1982, e até mesmo jogos de vídeo-game modernos (Mass Effect vem à mente). É uma pena que eu nunca tenha tido oportunidade de ver esse filme no cinema, como deveria. Mas se eu conseguisse comprar esse sketchbook, hoje for de catálogo, para deixar embaixo do meu travesseiro, já ficaria bem satisfeito.

Imagem do sketchbook de Blade Runner.

Talento + criatividade + conhecimento = isso.

Clique aqui para ver o livro e suas fantásticas artes.

Via Blastr.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: