Skip to content

A Voz da Sabedoria: Guerra Mundial Z

01/07/2013

Guerra Mundial Z Poster FilmeFui ver Guerra Mundial Z sem esperar muita coisa do filme, quando vi o trailer achei que as chances eram de 50/50 entre ser muito bom ou terrível. Nunca li o livro que deu origem ao filme, mas pelo pouco que se falou por aí a respeito, tratam-se de obras com narrativas bastante diferentes, ainda que ao fim tratem do mesmo. O filme é essencialmente um thriller de ação, um blockbuster. O livro parece mais focado nas possíveis implicações geopolíticas da situação, nos cenários criados e traz em si diversas vozes entrevistadas pelo narrador. Isso rendeu um bocado de má expectativa, parte do filme foi refeita em cima da hora e tudo indicava que seria um grande fracasso. Mas aí começaram as exibições e as surpreendentes boas críticas e bilheterias.

Falemos sobre o filme, portanto. Em termos de ação, o desempenho é ótimo. Desde Madrugada dos Mortos não via um filme de zumbi com tantas cenas de tensão. Se são de fato zumbis ou não, conceitualmente falando, assista ao filme para descobrir, mas se você viu algum trailer deve ter visto que são um pouco diferentes. Um “pouco” mais rápidos e desesperados, o que dá um ganho considerável na ação. A história é boa e se desenvolve bem, deixando poucos furos. Achei o final um pouco corrido, mas nada que prejudicasse tanto. Os efeitos especiais e maquiagem são muito bem feitos, não há explosões em demasia e, se não estou enganado, não há (quase) câmera lenta. O que é uma vitória e tanto, vamos combinar, nesses dias atuais.

Um dos grandes trunfos de Guerra Mundial Z é Brad Pitt, sem dúvida, um dos atores mais carismáticos e que caminha bem entre o drama e a ação. Sem contar todo o sucesso com o público feminino. Ele está bem no filme e, embora seu Gerald Lane tenha um passado um tanto quanto nebuloso, consegue não transformar suas habilidades em algo tão canastrão quanto poderiam ser. O personagem é crível. Ele é de fato o grande protagonista do filme.

Como fez sucesso além do esperado, superando em bilheteria o Homem de Aço, os executivos da Paramount resolveram prontamente fazer uma sequência. Daqui a pouco vira uma trilogia, naturalmente.

Mini spoiler alert: quando o filme parece chegar mais perto do livro em termos de cenários geopolíticos, com Jerusalém, é onde ele mais escorrega.

O 88 Milhas por Hora7.829 zumbis correndo em sua direção.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: