Skip to content

Quando o Super-Homem foi mais Super-Homem

04/04/2016

Eu lembro até hoje a primeira vez que vi o desenho do Super-Homem dos irmãos Fleischer. A Cartoon Network tinha acabado de chegar ao Brasil e eu, deslumbrado, não conseguia mudar de canal. Pra quem via desenhos somente nas manhãs de sábado, foi uma revelação. Foi quando realmente descobri os gênios de Tex Avery, Fred Quimby e irmãos Fleischer, dentre outros.

Mas confesso que os Fleischer me impressionaram mais. Aquilo era de outro mundo. Aquilo era o padrão Disney de animação trazido para o universo dos quadrinho, era um sonho na tela da TV. Veja por quê.

Outra coisa que eu gostei muito nesse vídeo foi o papo dele sobre o ethos do Super-Homem. Muita gente vem contribuindo (ou nem tanto) nesse assunto recentemente, mas acho que esse cara resumiu como ninguém até agora: o Super-Homem é só um cara do Kansas fazendo o que é certo. Esse não é o assunto do artigo (e nem do vídeo, eu acho), mas agora, avaliando com mais calma, percebo que o que mais me incomodou em Batman vs Super-Homem foi que ele conseguiu me fazer gostar menos d’O Homem de Aço. Snyder foi longe demais com suas alegorias, hiper-sofisticadas e hiper-decoradas. Perdeu contato com a essência da coisa.

Via Geeks Are Sexy.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: